Computador novo ou usado? Qual comprar?

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on skype
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

computador novo ou usado

Muitas empresas optam pela aquisição de computadores usados e o motivo geralmente está atrelado ao custo baixo do hardware.

Se comparado com computadores novos, pode haver uma redução de até 80% no custo inicial com hardware, porém, o que não é perceptível nessa conta, são os problemas ocultos que máquinas desatualizadas podem causar no ambiente da empresa.

No primeiro momento, pode parecer um negócio vantajoso, mas o que a maioria das pessoas não percebe é que computadores antigos podem custar muito mais ao seu negócio do que economizar.  Dessa forma, levantamos a questão, qual a melhor opção, computador novo ou usado?

Nesse artigo mostraremos  6 problemas que essas máquinas antigas podem causar ao seu negócio:

computador novo ou usado

Performance:

 

Muitos softwares precisam de atualização para correção de problemas, novas funcionalidades e vulnerabilidades de segurança.  Além disso,  computadores antigos possuem peças obsoletas em relação às tecnologias mais atuais, e o que gera maior impacto nisto são as peças que definem a performance do computador como, por exemplo:

  • CPU;
  • Memória RAM;
  • Disco rígido.

Os softwares atuais tendem a funcionar de forma mais lenta nestes computadores ou em muitos casos nem funcionam, sendo assim, obriga o usuário utilizar versões antigas  que acabam gerando mais chamados sobre problemas de incompatibilidade. Essa, com toda certeza é um ponto muito importante na hora decidir na aquisição de um computador novo ou usado.

 

Segurança:

Pelo motivo acima, computadores antigos na maioria das vezes não conseguem executar o sistema operacional com performance satisfatória. Por isso, acaba sendo usado uma versão mais antiga. Acontece, que muitas vezes esta versão antiga não possui mais atualização para o software, pondo todo o ambiente em risco porque estes computadores podem estar vulneráveis e não há como corrigir o problema.

 

Troca de peças:

A maioria dos computadores antigos tem peças que já foram usadas por muitas e muitas horas. Com isso, a probabilidade de ter um problema em alguma das várias peças que um computador tem é alta.

Mas o pior não está nos problemas recorrentes e sim, na escassez de peças para computadores antigos, que podem custar mais caro que peças modernas e ainda ter performance pior.

Existe ainda casos de peças que são raras e difíceis de encontrar, e outras que já nem existem mais, neste cenário, fica impossível reutilizar o computador, sobrando apenas o descarte como opção.

 

Manutenções:

Aproveitando que falamos de problemas recorrentes com peças de hardware, cada incidente deste tipo gera uma demanda do departamento de suporte técnico de TI, que vai dispender horas e mais horas de forma recorrente para resolver problemas que ficam se repetindo, ou seja, os técnicos mais arrumam computadores do que utilizam o seu tempo para estratégias que podem ajudar o negócio a ter maior flexibilidade, escalabilidade e redução de custos.

 

Computador novo ou usado? Qual impacto na Produtividade?

computador novo ou usado afeta na produtividade

Cada evento citado acima, acaba deixando o usuário do computador ocioso. É importante reforçar que este usuário é um funcionário que precisa gerar resultados. Contudo, em cada evento de parada, lentidão e problema, o colaborador  fica  parado e não consegue dar andamento as atividades, perdendo produtividade.

Neste ponto, muitas empresas erram contratando mais funcionários, acreditando que mais pessoas suprirá conta da demanda. Entretanto, na verdade, é somente o tempo que não é aproveitado de forma eficiente.

 

É muito comum que se calcule os custos de um computador somente pelo preço. Entretanto,  para se saber exatamente quanto se gasta com computadores e com qualquer coisa é preciso calcular todos os custos, tangíveis e intangíveis, do começo ao fim da vida útil do equipamento.

O resultado disto é conhecido como TCO (Total Cost Ownership) que no português significa Custo total de propriedade.

 

O TCO do computador possui vários tipos de custos, sendo os principais custos: manutenção, energia elétrica, recursos humanos e licenças de software.

 

Para se ter uma estimativa mais assertiva com a realidade, é necessário calcular cada um dos itens de forma individual. No caso de computadores antigos, na maioria dos casos, é evidente que o TCO é maior. Ou seja, não é viável comprar ou manter computadores antigos, visto que, o TCO é maior que de um computador novo.

 

Transformar esses computadores antigos através da virtualização torna-se uma opção vantajosa para as empresas. Visto que conseguem prolongar a vida útil dos equipamentos, mantêm seu ambiente seguro com excelente performance para os usuários.

 

Por fim, quer saber mais sobre como renovar seu parque de computadores antigos? Acesse https://info.virti.com.br/renove-seu-parque.

 

Além disso, se você gostou desse conteúdo, veja também como sua empresa pode economizar com thin clients e resolva seu problema de aquisição de equipamentos.

Até a próxima!

Se você gostou desse conteúdo compartilhe nas redes sociais

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on skype
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Virti ERP

Virtualize sua aplicação e extraia o máximo de potencial do seu negócio!

Posts recentes